EQ – A marca elétrica e eficiente da Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz está a aumentar o ritmo no que diz respeito à eletrificação do automóvel. Em 2022, toda a gama de produtos da Mercedes-Benz Cars terá diferentes alternativas elétricas disponíveis em todos os segmentos.

EQ significa “Inteligência Elétrica” e extrai a sua força dos dois valores centrais da Mercedes-Benz: emoção e inteligência. Os primeiros novos híbridos plug-in de terceira geração rotulados como EQ Power, com especial enfoque no Classe C, E e S, serão entregues ao longo dos próximos meses. A bateria de 13,5 kWh nos veículos híbridos é emparelhada com um motor a gasolina ou, pela primeira vez, com um motor a diesel. Outra novidade mundial é a combinação de tecnologia híbrida plug-in com uma célula de combustível no novo Mercedes-Benz GLC F-CELL (consumo combinado de hidrogénio de 0,34 kg / 100 km, emissões combinadas de CO2 de 0 g / km, consumo elétrico ponderado de 13,7 kWh / 100 km).

A Mercedes-Benz revelou o precursor da sua nova marca EQ há apenas algumas semanas com a estreia mundial do Mercedes-Benz EQC (consumo elétrico combinado de 22,2 kWh / 100 km; emissões combinadas de CO2 0 g / km, valores provisórios). Em 2022, a família de automóveis EQ incluirá vários outros modelos a baterias elétricas.

A smart é um exemplo no que diz respeito a mobilidade elétrica – é a primeira marca de automóveis numa transição completa de motores de combustão para elétricos. Todos os smart autalmente vendidos nos EUA, Canadá e Noruega, desde 2017, são elétricos, e este também será o caso no resto da Europa até 2020.

Modelos atualmente no caminho para a produção em série:

Mercedes-Benz C300 de Limousine e Station (consumo de combustível combinado 1.6 l / 100 km, emissões combinadas de CO2 de 42 g / km, consumo elétrico combinado 19.1-18.7 kWh / 100 km)

Mercedes-Benz E 300 e limousine (consumo de combustível combinado 2,0 l / 100 km, emissões combinadas de CO2 45 g / km, consumo elétrico combinado 14,5 kWh / 100 km)

Mercedes-Benz E 300 de limousine e station (consumo de combustível combinado 1,6 l / 100 km, emissões combinadas de CO2 44-41 g / km, consumo elétrico combinado 19,7-18,7 kWh / 100 km)

Mercedes-Benz S 560 e (consumo de combustível combinado 2,6-2,5 l / 100 km, emissões combinadas de CO2 59-57 g / km, consumo elétrico combinado 20,2-20,0 kWh / 100 km)

Opções de carregamento: flexível, rápido, descomplicado

Como padrão, os híbridos plug-in da Mercedes-Benz, o GLC F-CELL e o EQC são equipados com um carregador de bordo (OBC) refrigerado a água com uma potência de 7,4 kW, o que os torna adequados para alternância bifásica corrente (AC), para carregamento em casa e em estações públicas. Os modelos smart EQ têm um carregador de bordo de 4.6 kW como padrão e podem ser equipados opcionalmente com um carregador rápido de AC particularmente eficiente com uma capacidade de carga de 22 kW.

Fonte: Daimler

Deixe um comentário